sexta-feira, 2 de fevereiro de 2018

A BÍBLIA SEM O CORPO GOVERNANTE, NA VISÃO DO CORPO GOVERNANTE ®


Um dos pontos centrais da chamada “reforma protestante” está resumida na famosa (e muito contestada) expressão latina - “Sola Scriputura”.

Pesquisando na internet a fim de escrever este artigo, encontrei uma afirmação sobre o “sola scriptura” que desconhecida e que, ainda que incorreta, vou usar aqui como se correta fosse (após a transcrição explico isso melhor):
Sola Scriptura, segundo a Reforma Protestante, é o princípio segundo o qual a Bíblia tem absoluta primazia ante a Tradição legada pelo magistério da Igreja Cristã, quando, os princípios doutrinários entre esta e aquela forem conflitantes. A Reforma não rejeita a Tradição, e ela continua a ser usada como legitimadora para qualquer assunto não declarado pela Bíblia. Se houver divergências entre Bíblia e tradição, a Bíblia terá primazia.

Nos movimentos de inspiração reformada considerados historicamente como radicais (anabatistas e puritanos), e outros surgidos durante o século XIX, esse principio foi re-significado como nuda scriptura, passando a ser entendido ao pé da letra, adotando-se a ideia de que a A Escritura interpreta a própria Escritura., bem como a que a mesma era suficiente como única fonte de doutrina e prática cristãs em todos os aspectos.
Devido a essa re-significação, passou-se a chamar o entendimento anterior reformado pelo novo nome Prima Scriptura.
https://pt.wikipedia.org/wiki/Sola_scriptura


Até então, o que entendia sobre “sola scriptura” é aquilo que o texto indica ser “nuda scriptura” ou “prima scriputra”(como estes dois termos são apresentados como sinônimos na transcrição, vou usar apenas - “nuda scpriptura”).

Em resumo:

Sola Scriputa”: A Bíblia é a autoridade única, salvo naquilo que for omissa. Havendo omissão, existe outra fonte de autoridade, com o mesmo “peso” da Bíblia, para suprir a omissão.

“Nuda scriptura” – A Bíblia é a única regra de fé e prática, única autoridade reconhecida como tendo sido deixada por Deus para guiar o ser humano pelo único caminho (Jesus) até Deus, logo, nela não há omissão, isso é, tudo o que o ser humano precisar saber para viver de acordo com os preceitos de Jeová e se achegar a Ele, está na Bíblia. 

Esclarecidos os termos, indico que a proposta deste artigo é determinar, segundo as publicações do Corpo Governante (CG) das Testemunhas de Jeová (TJ) como, realmente, a Bíblia é considerada por esta religião.

Inicio pelas seguintes transcrições de publicações do CG, seguidas de comentários (quando necessários) - grifos acrescidos:

...para substituir, desacreditar ou abolir a norma toda-suficiente da adoração pura, a Bíblia.
 D. 22/3/71 p.12

Nesta citação a Bíblia é apresentada como “norma toda-suficiente” da adoração pura, logo, podemos estabelecer a “equação”:

ser humano + Bíblia = elementos suficientes
 para exercer adoração pura

Esses exemplos nos lembram das palavras de Jesus: “Felizes os cônscios de sua necessidade espiritual.” (Mateus 5:3) De fato, os humanos já nascem com uma necessidade espiritual. Só Deus pode satisfazê-la, por meio de sua Palavra, a Bíblia.
S.1/4/15 – p.3

A meio pelo qual Deus supre a necessidade espiritual que todo o ser humano carrega em si é Bíblia, logo:

ser humano + Bíblia = meio divino para satisfazer
 a necessidade espiritual humana

4 Mas como podemos treinar nossa consciência? É essencial estudar a Bíblia regularmente com oração, meditar no que lemos e colocar em prática o que aprendemos.
S.15/9/15

Consciência treinada (acrescento - para não ser sinônimo de “adestramento mental”), deve ser obtida pelo estudo e meditação regular da Bíblia, em oração, associada a prática daquilo que se aprende, logo:

Consciência treinada = Conhecimento + prática da Bíblia

(...) Da mesma forma, nossa fé pode continuar forte se regularmente nos alimentarmos da Palavra de Deus. Por continuarmos a estudar a Bíblia, criamos mais amor por ela e por seu Autor, e isso se torna a base para desenvolvermos mais fé.
S.15/10/15 p. 10 pr. 7

6 Mas a obra de fazer discípulos não pára nisso. Cada uma das testemunhas batizadas de Jeová precisa continuar a ser aprendiz. Continua[r] a estudar a Palavra de Deus, a Bíblia Sagrada.
S. 15/5/70 p.307

Logo, a fonte de aprendizado das TJ é a Bíblia, Deus ensina por meio dela.

50 A Bíblia é o livro mais absorvente e interessante na terra, o mais proveitoso para ler e estudar.
S.15/8/70 p. 500
 Logo:
ser humano + estudo da Bíblia +
 absolutamente nada (0) = máximo proveito

(...) As Testemunhas de Jeová creem que a Bíblia é a Palavra inspirada de Deus, assim como Paulo escreveu a Timóteo:
As TJ creem que a Bíblia foi inspirada por Deus e que estão corretas as  afirmações que o Apóstolo Paulo, inspirado pelo Espírito de Deus, faz sobre a Bíblia no texto bíblico transcrito.       


Dentre as auto afirmações que a Bíblia contêm, a mais impactante, no sentido de se auto estabelecer como suficiente  ao ser humano é, sem dúvida – 2Tm3:16-17 – citado na última transcrição acima.

Na minha forma de entender (e por isso assim indiquei ao reescrever o texto bíblico acima) estes versos bíblicos apontam para o “nuda scriputa” e esta noção fica ainda mais forte quando consideramos a explicação abaixo, onde A Sentinela informa, a partir do original, o que deve ser entendido pelo termo que foi traduzido por “completamente equipado”:

A palavra original traduzida “completamente equipado” literalmente significa “tendo sido equipado”. Essa palavra podia ser usada nos tempos antigos para se referir a um barco que fosse abastecido com tudo o que fosse necessário para uma viagem ou uma máquina que fosse capaz de fazer qualquer coisa que se esperasse dela. De modo similar, Jeová nos dá, por meio de Sua Palavra, tudo o que precisamos para lidar com qualquer coisa que surja na nossa vida.
S.15/3/08 p.15-16.

Usando as analogias da transcrição acima, podemos dizer que se o ser humano for um barco, tudo o que ele precisará para estar completamente equipado para a viajem (da vida) será a Bíblia.

Se a Bíblia fosse, literalmente, uma máquina (processadora de alimento espiritual), os seres humanos poderiam dispensar toda as outras pois, tal “máquina”, concentraria a utilidade de todos as outras em si mesma.

Em prol da correção de tais analogias, atente para este argumento usado na Sentinela:
Será que algum homem, tendo uma expectativa de vida de apenas algumas décadas, pode pessoalmente entrar em contato com toda a humanidade e servir de canal de comunicação da parte de Deus? Não. Mas um registro escrito permanente pode. Por esse motivo, não seria apropriado que a revelação de Deus estivesse disponível na forma de um livro? Um dos livros mais antigos, que afirma ter sido inspirado por Deus, é a Bíblia. “Toda a Escritura é inspirada por Deus e proveitosa para ensinar, para repreender, para endireitar as coisas, para disciplinar em justiça”, afirma um de seus escritores. (2 Timóteo 3:16)
S. 15/7/15, p. 4

Homens (devido à brevidade da vida e a impossibilidade de manterem contato com cada ser humano vivo) não teriam condições de ser um canal de comunicação de Deus, mas, um registro escrito por homens, sob a inspiração de Deus (sem tal inspiração tais escritos seriam tão falhos quanto os homens que os escreveram), este sim pode cumprir a função de “canal de comunicação de Deus”.

A última transcrição acima poderia dar novo rumo a este artigo, porém, mantendo o propósito original, vejamos  mais uma citação da Sentinela para notar como a mesma se encaixa naquilo que as literaturas do CG indicaram até agora:
4 Não importa onde vivamos na terra, a Palavra de Deus continua a servir de luz para a nossa senda e de lâmpada para o nosso caminho, no que se refere à nossa conduta e às nossas crenças. (Salmo 119:105) Mas, Jeová Deus proveu também sua organização visível, seu “escravo fiel e discreto”, composto dos ungidos com o espírito, para ajudar os cristãos em todas as nações a entender e a aplicar corretamente a Bíblia na sua vida.

Notem! A Bíblia, na verdade, não é auto suficiente, não há “nuda scriptura” alguma, assim:

o barco, na realidade, precisa da Bíblia + alguma coisa,
e a máquina completa, na verdade, precisa de uma auxiliar!

         A Bíblia, segundo o início da citação, continua sendo luz para caminharmos, porém, esta luz pode ser aplicada corretamente ou não, razão pela qual apenas a luz das escrituras não é suficiente!

         E para que não haja dúvida da correção destas conclusões, notem como foi concluído o parágrafo 4 transcrito acima, na continuação de sua transcrição, abaixo:
S. 1/8/82, p.27

Se assim é, o Apóstolo Paulo (não obstante inspirado por Jeová) errou quando afirmou que a Bíblia mantem o homem “completamente equipado para toda a boa obra”, afinal, sem o “canal de comunicação” humano (e aqui tenho como não lembrar do trecho da Sentinela de 15/7/15, p. 4 – acima transcrito) a luz da Bíblia pode ser prejudicial pois, pode ser aplicada incorretamente!

- Os dois fatos que mais me impressionam nesta citação, porém, são:

1o - O fato de que podemos mudar o trecho “não importa o quanto leiamos a Bíblia” por outras afirmações, tais como:

- não importa o quanto estudemos a Bíblia!

- não importa o quanto amemos a Bíblia!

- não importa o quanto procuremos viver de acordo com a Bíblia!

- não  importa o quanto confiemos nela para ser nosso guia de vida!

- não importa o que a própria Bíblia afirma sobre si mesma, como em ITs. 2:13 (palavra de Deus, que atua com eficácia em vocês, os que creem)!

- não importa o quanto a própria Bíblia indique sua utilidade no Sl. 119:105 (lâmpada para meus pés é a tua palavra e luz para meus caminhos)!

- não importa o quanto Timóteo tenha sido exceção (Porque desde criança você conhece as sagradas letras, que são capazes de torná-lo sábio para a salvação mediante a fé em Cristo Jesus)! - 2Tm 3:14.

- não importa o quanto ela seja “mais afiada que qualquer espada de dois gumes; ela penetra ao ponto de dividir alma e espírito, juntas e medulas, e julga os pensamentos e intenções do coração”! (Hb. 4:12).

- não importa o quanto o Apóstolo Paulo tenha, mediante inspiração divina, afirmando que elas nos mantêm “plenamente competentes” e completamente equipados”!

NÃO IMPORTA! A Bíblia continuará sendo “o balde”, “a lanterna” e o “óculos”, enquanto que a CG será: “o fundo”, “as pilhas” e “as lentes”, respectivamente!

2o – O segundo fato que mais me impressiona é que o CG conseguiu (ou ao menos pensa ter conseguido) apoio na própria Bíblia (ao citar Atos 8:30-40) para desmentir o “plenamente competentes” e o “completamente equipado” de 2Tm 3:16-17 (como não é o objetivo aqui, não vou tratar de tal “prova”)!

Outro fato impressionante é que a citação da Sentinela de 1/8/82, p.27 ainda é “light” quando comparada a outras que podem ser encontradas na literatura do CG. Cito apenas dois exemplos mais “pesados” (outros serão citadas em futuros artigos):

É todo importante estudar a Bíblia, e, visto que a Sentinela auxilia a entender a Bíblia seu estudo é também imperativo. O estudo particular da revista é essencial.
Lv. Qualificados... p. 143, §3

A razão pela qual o estudo da Sentinela é essencial, está melhor expresso na próxima Sentinela citada:

Assim, a Bíblia é um livro de organização e pertence à congregação cristã como organização não como a indivíduos, não importa o quão sinceramente creiam poder interpretar a Bíblia. Por esta razão, a Bíblia não pode ser devidamente entendida sem ter  presente a organização visível de Jeová.
S. 1/6/68 p. 327
Não obstante todo o escândalo que tais declarações causam em pessoas que acreditam que a Bíblia é a suficiente palavra de Deus, que buscam tê-la como única regra de fé e prática e que com ela sabem que podem ser “plenamente competentes” e “completamente equipados” (é o meu caso), na “consciência adestrada” das TJ, não há  dificuldade alguma com tais afirmações, não há escândalo algum, pois, a bem da verdade, se quer há alguma contradição a considerar em tudo o que escrevi e transcrevi acima e assim continuará sendo mesmo após a releitura proposta abaixo (lembrando que todos os textos foram retirados de literaturas do “escravo fiel de discreto”)!

Obs - Sugiro que leitura de cada linha da Coluna 1 seja seguida da leitura da última linha desta mesma Coluna (texto em vermelho), seguida da leitura de todas as transcrições da Coluna 2:


Conclusão – Na realidade, as TJ não defendem nem o “Sola Scriputura” nem o “Nuda Scriptura”, mas sim o “Nudu” Corpo Governante! (foi o que consegui adaptar usando o google tradutor), isso é, a autoridade plena está apenas e tão somente no CG!

        Em outras palavras, o cristão não deve ir diretamente a Bíblia, eles devem ir a Sentinela (leia-se CG), pois, somente após a luz da Bíblia ser filtrada pela Sentinela (insisto: CG) é que ela pode manter o homem “plenamente competente, completamente equipado para toda a boa obra”.

Sem esse filtro o estudo da Bíblia se torna até perigoso e o próprio CG constata isso ao apontar o que ocorre com muitas TJ que deixam a organização e passam a afirmar que:

... basta ler exclusivamente a Bíblia, quer em particular, quer em pequenos grupos em casa. Mas, o que é estranho é que por meio de tal ‘leitura da Bíblia’ voltaram novamente para trás, para as doutrinas apóstatas que os comentários dos clérigos da cristandade estavam ensinando há 100 anos (...)
 S.1/6/82 p. 28, pr. 14
Percebem a seriedade desta constatação do CG?

         Ela afirma que mesmo pessoas que passaram por massivo treinamento (que prefiro chamar de “adestramento mental”) aprendendo a rejeitar com inúmeros argumentos os ensinos tradicionais das igrejas evangélicas,  quando passam a ler a Bíblia, sem o filtro da Sentinela, voltam a acreditar em tais ensinos – ou seja, a Bíblia estudada sem o filtro da Sentinela sujeita a pessoa, na visão do CG (ainda que se trate de uma pessoa bem intencionada que queira, de coração, conhecer e servir a Deus) – a se aprofundar na apostasia! (ao concluir isso me vem  mente o Sl. 51:17)!

Sendo uma verdade inconteste que a Sentinela só começou a ser publicada, relativamente, muito recentemente, cabe perguntar: Se a Bíblia, estudada sem o filtro do CG, gera aquilo que lemos na última transcrição acima, o que promoveu a Bíblia entre o momento posterior à morte do último dos Apóstolos e o dia anterior à primeira publicação da Revista A Sentinela?

(relembrando o título deste artigo)
Sem dúvida a Bíblia (se correto o CG),
foi o grande mal daqueles séculos!
----------------------------------------
Quer responder? Quer comentar? Quer discordar (no todo ou em parte)? Quer sugerir alguma melhora no texto? Quer indicar alguma necessária correção gramatical?

Escreva para mim - 1tessalonicenses5.21@gmail.com (desde já - agradeço).













Nenhum comentário:

Postar um comentário